Passeios em Fortaleza: Cumbuco

Olá Viajantes!

Falaremos hoje sobre um dos passeios mais conhecidos e procurados por quem está visitando o Ceará: Praia do Cumbuco. Isso mesmo, aquela praia que todos que já passaram por Fortaleza recomendam. Mas do que se trata este passeio exatamente? Resumidamente diríamos que se trata de chegar até a praia, guardar suas coisas em um restaurante que servirá como base de apoio, pegar um buggy (com ou sem emoção), passar pelos principais pontos turísticos e voltar para aproveitar a praia o restante do dia.

Pareceu interessante? No nosso ponto de vista é bastante. Na verdade é um dos passeios mais feitos na região e que costumam agradar vários perfis de turistas.

Mas, como gostamos de fazer, vamos ao que importa sobre tudo isso: os Detalhes da Viagem.

Como eu faço para chegar até a praia de Cumbuco?

Este é um dos destinos mais fáceis para chegar a partir de Fortaleza. Isso porque fica situada no município de Caucaia (30 km de Fortaleza) e em região urbana. Ou seja, se você estiver de carro, não terá nenhuma dificuldade em chegar à praia, já que as ruas são bem sinalizadas e asfaltadas.

Mas sempre há os que estão sem carro ou não querem se preocupar em dirigir nas férias. Neste caso, saiba que praticamente todas as agências de turismo da região vendem o passeio para Cumbuco. O valor deve variar conforme a agência, negociação e período do ano, mas acreditamos que a média fica em R$ 35,00 por pessoa. Neste valor, basicamente está incluso uma van ou micro-ônibus que te levará até um dos restaurantes parceiro da agência onde você deve passar o dia, algumas informações e dicas da região, bem como o retorno com hora marcada. Provavelmente você chegará umas 09:00 ou 10:00 e voltará às 16:00 hrs. Consideramos este tempo suficiente para curtir o dia.

Mas o que é esse ponto de apoio?

Normalmente trata-se de um restaurante/bar que fica de frente para o mar, que pode ter piscina e outros atrativos para os turistas passarem o dia. Cada agência de turismo já possui um ponto de apoio preferido e você não precisará se preocupar com isso. Mas caso esteja indo por conta, escolha um desses restaurantes na praia, em frente ao mar. O preço do almoço é um pouco salgado, mas não diferente do que encontramos em Fortaleza para o mesmo estilo. Uma facilidade é que geralmente eles possuem armários com cadeados para locação, para aqueles que não querem ficar com as bolsas durante o passeio de buggy.

Falando em passeio de buggy, como funciona?

O buggy é o ponto alto deste passeio. Logo que você chegar, a cooperativa da região vai oferecer o passeio de buggy à você. os preços são tabelados, algo em torno de R$ 280,00 por buggy que pode ser dividido em até 4 pessoas por aproximadamente duas horas de passeio. Caso você esteja sozinho ou em casal, recomendamos esperar outros turistas interessados para dividir a conta ou tentar um desconto.

Após acordar os preços e subir no buggy, virá a clássica pergunta: “com ou sem emoção?”. Já adiantamos que essa pergunta é praticamente pro forma, já que ele tentará te convencer a fazer a modalidade com emoção de qualquer forma. Nós aceitamos a emoção, mas pedimos segurança e bom senso em primeiro lugar.

O buggy segue então para as dunas que ficam logo atrás dos restaurantes e começará a seguir por um caminho pré estabelecido de subidas e descidas. É muito divertido e não consideramos perigoso. Apesar das descidas rápidas, considerados o motorista experiente e consciente, talvez até pela nossa solicitação. Então deu para aproveitar bem o passeio.

Gostei do passeio de buggy, mas ele fica duas horas entre descidas e subidas nas dunas?

Não! O motorista deve seguir por um caminho já conhecido e parando em algumas “atrações”. A primeira parada deve ser um skibunda. Por um preço de R$ 5,00 ou R$ 10,00 por pessoa você poderá descer no skibunda quantas vezes quiser (ou suas pernas aguentarem subir a duna novamente). Há alguns anos atrás, a duna terminava no lago, mas com a seca da região nos últimos anos, precisa ter uma certa habilidade para se chegar até o lago no final da duna.

img_8709_blog
Lucas Lucco, o burrinho do nosso passeio.

A segunda parada fica por conta dos burrinhos no alto da duna. O buggy deve parar para que você tire algumas fotos bonitas da região. No mesmo local, ficam algumas pessoas oferecendo a companhia de alguns burrinhos nestas fotos. Eles não costumam cobrar um valor fixo, pedindo para que você contribua com o valor que quiser.

Seguindo viagem, o motorista deve parar em um lago da região. A graça desta parte do passeio é que algumas pessoas colocaram tirolesas e lonas molhadas para escorregar até a água. Por R$ 20,00 você pode descer quantas vezes quiser. O bom desta lagoa é que eles colocaram um carrinho para que você não se esforce para subir a duna. Ou seja, pulei da tirolesa e escorreguei pela lona uma infinidade de vezes.

Apesar de divertido, é hora de subir no buggy para continuar. A próxima parada deve ser na  Lagoa do Banana. Nunca sabemos se as histórias são verdadeiras, mas os bugueiros costumam contar que o nome do lago é uma homenagem a história de um homem que ali morava e apanhava de uma esposa muito brava.

Após algumas fotos, o buggy segue até outra lagoa que costuma ser utilizada para a prática de kitesurf. Não vai dar tempo de ter uma aula, mas poderá nadar no lago caso queira. Após algum tempo despendido por ali, o buggy seguirá pela orla da praia até o restaurante de partida do passeio.

Mas e essa praia? Gostaram?

Não entramos na água porque vimos uma caravela (água-viva) na areia e perguntamos se era comum por ali. Não só confirmaram como disseram que haviam peixes que também não costumavam ser gentis. Mas o visual é muito bonito e a praia bem tranquila. Sentar por ali para comer e beber alguma coisa observando o movimento é uma ótima pedida. Também existem cavalos e passeios de catamarã disponíveis. Mas não faz muito nosso perfil e não encaramos.

Outra coisa em demasia na região é vendedor ambulante. Você passará uma parte do dia sendo abordado por eles para venderem bijuterias, arte em madeira, frascos com areia coloridas, bebedouros de cachaça e outras coisas mais.

img_8667_blog
Lagoa entre as dunas de Cumbuco.

Conclusão: Consideramos um ótimo passeio de um dia para quem estiver baseado em Fortaleza.  Principalmente pelo passeio de buggy e pelas atrações no caminho. A praia em si é legal, mas o ponto negativo ficou pelo receio de entrar na água e pela quantidade de vendedores na praia passando de cinco em cinco minutos.

E você, viajante? Já esteve na praia de Cumbuco? Alguma dica para nos dar?

Ah! Se estiver planejando sua viagem para Fortaleza, não se esqueça de ver nossos posts sobre onde comer e o que fazer na região.

Se quiser acompanhar nossas publicações no facebook, não se esqueça de curtir nossa página facebook.com/detalhesdeviagem.

Um comentário em “Passeios em Fortaleza: Cumbuco

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: